Tag Archives: Administração do Stress

Gerencie suas Emoções

 

DeROSE Moema promove
Palestra Gerenciamento de Emoções no dia 26/09

 

Autoconhecimento é um dos caminhos para conquistar qualidade de vida e sucesso pessoal e profissional. Com este objetivo, o DeROSE Method Moema – Casa de Cultura Nina de Holanda promove a palestra Gerenciamento de Emoções, no dia 26/09. O evento, voltado para o público em geral, inicia às 20h.

Conceitos sobre autoestudo, relações interpessoais e autossuperação, ferramentas para administrar emoções, dicas para ampliar qualidade de vida e performance profissional e técnicas de reeducação respiratórias, concentração e meditação estão entre os assuntos que compõem a palestra.  Com uma hora de duração, o evento será ministrado por Nina de Holanda, professora do DeROSE Method com mais de 30 anos de carreira.

O conceito de Gestão Emocional está atrelado à habilidade de administrar emoções originadas das mais variadas situações por meio do seu autoconhecimento, evitando assim viver o condicionamento por impulsos. Ao longo da vida, a partir de técnicas diárias, é possível compreender e gerenciar qualquer tipo de emoção.  A aprendizagem inclui habilidades de transmutar sentimentos negativos em positivos.

 “Gerir as emoções permite às pessoas se perceberem melhor e que não são seres passivos diante dos próprios estados emocionais, mas que podem desenvolver atitudes diferentes a respeito daquelas sensações’’, menciona Nina.

Com papel fundamental na vida dos seres humanos, as emoções podem estar ligadas ao racional ou ao emocional e influenciam diretamente em todas as áreas, gerando impactos nas relações interpessoais, profissionais, saúde física e mental. O desafio é buscar o equilíbrio e a estabilidade entre esses dois campos, que proporciona mais produtividade, compreensão, resiliência e a habilidade de lidar com diferentes formas de conflitos.

De acordo com a professora, pessoas que desenvolvem estas características geralmente são vistas como potenciais lideranças, já que visam sempre soluções e prezam por manter ambientes harmônicos e saudáveis.

Dicas simples que forem adotadas no cotidiano geram ótimos resultados a curto e longo prazo. Adotar uma postura mais otimista e receptiva, praticar a empatia, adotar uma comunicação mais objetiva, eliminar preconceitos e encarar os erros como aprendizado, são algumas das inúmeras atitudes que possibilitam a compreender melhor os estados emocionais e assim conquistar mais qualidade de vida e vitalidade.

A palestra, com investimento de R$ 100, possui vagas limitadas. Para alunos da escola há uma condição especial (consulte seu instrutor). As inscrições devem ser efetuadas pelo e-mail moema.sp@derosemethod.org.

Para mais informações entre em contato pelo telefone (11) 5092-2484.

Confira a programação completa:

Palestra Gerenciamento de Emoções 26/09
19h30 – Recepção e cadastro
19h30 às 20h – Chai de boas-vindas
20h10 às 21h10 – Palestra
Chai de encerramento

Dicas de como controlar as emoções

DeRose Method Moema_8

Por Fefê Macedo

Já reparou que quando se está emocionalizado, não se consegue racionalizar? Isso serve tanto para emoções ruins, quanto para as boas: quando se está apaixonado, eufórico, triste ou com raiva. O ditado popular já dizia: “não tome nenhuma decisão de cabeça quente”. Se você tem um desentendimento com o namorado, não é uma boa ideia terminar o relacionamento no meio de uma discussão acalorada. Ou quando se está muito apaixonado por alguém, talvez não seja o momento de resolver mudar de cidade para ficar próximo daquela pessoa. Ou ainda, se está extremamente feliz porque recebeu aumento, mesmo assim, melhor deixar passar a euforia antes de fechar um cruzeiro pela Europa! Nunca aconteceu de você estar tentando estudar ou trabalhar, mas por encontrar-se emocionado por alguma paixão ou ciúme, não conseguir render naquela atividade intelectual? Nossos sentimentos e emoções tem a capacidade de obscurecer nossos pensamentos. A mente não consegue fluir livremente quando o emocional não está estabilizado. Portanto, as emoções eclipsam a mente. E o que fazer para atenuar esses efeitos? Respondo-lhes a essa pergunta com a sabedoria de quem já passou por isso muitas vezes: respire! Sei o que está pensando: ‘Ok, mas eu respiro o tempo todo e mesmo assim continuo me emocionando!’ O que eu quero dizer é mudar o paradigma de respiração que você está acostumado. Geralmente uma respiração curta e automática. Tornar sua respiração consciente, profunda e ritmada. Com certeza já falaram para você para respirar fundo, ou contar até dez, antes de tomar uma atitude. Na verdade, o que estavam pedindo é que você desse mais atenção a sua respiração. Se você não está acreditando no meu conhecimento empírico, vou me basear então em algo mais científico. Emma Seppala é psicóloga, Ph.D pela Universidade de Stanford. Um de seus estudos tem por base as vantagens de uma respiração consciente. Fazendo um super resumo da sua pesquisa, basicamente o que ela quer nos dizer é que, da mesma forma como quando nos emocionamos nossa respiração muda – mais rápida e curta quando estressados e mais profunda quando relaxados, nossas emoções também podem ser alteradas quando mudamos nossa respiração! Revolucionário, não? Um dos ritmos respiratórios recomendados por ela, e também por mim, é o chamado ritmo quadrado. Ou seja, você utiliza o mesmo tempo para todas as fases da sua respiração. Por exemplo, inspira em 4 segundos, retém com ar nos pulmões o mesmo tempo, expira contando 4 segundos, e retém sem ar o mesmo tempo. Dificilmente conseguimos dizer para nós mesmos o que fazer quando nossas emoções vêm à tona. É nesse momento que entra a respiração. No começo é difícil, mas não desista e você verá que vale a pena!

Vitalidade, Energia e Administração do Stress

Podemos conceituar stress como a falta de energia para suplantar os desafios de nossa vida moderna. Veja o quadro abaixo:

Administração do Stress

No cenário 1, do quadro acima, temos uma pessoa com dificuldade de administrar o stress, afinal seu nível de energia é menor do que o desafio requer. No cenário 2, possui um patamar superior de vitalidade o que facilita suplantar os desafios cotidianos.

Caso a pessoa se encontre no cenário 1, como fazer para conquistar o patamar do cenário 2?

Precisamos de uma metodologia recorrente que mantenha o indivíduo com um excelente nível de energia. Desta forma, conseguimos administrar os desafios com bem-estar, e vivenciar seu dia-a-dia com muito mais facilidade e poder de realização. O desafio não desapareceu, a pessoa não precisou se mudar para as montanhas e se isolar da sociedade para resolver seu stress, bastou aumentar seu potencial energético. A pessoa se torna muito mais realizadora e extremamente ativa.

No âmbito físico, o praticante trava contato com técnicas orgânicas que geram flexibilidade, consciência corporal e tônus muscular. Os respiratórios promovem uma expansão da bioenergia.

No setor emocional, possuímos técnicas que promovem uma verdadeira reprogramação emocional.

Por fim atuamos na mente com técnicas de concentração e meditação para alcançar uma diminuição das instabilidades da consciência.

Por Prof. Gustavo Oliveira